Linguagem C – Começando a programar!

A linguagem C

A linguagem C foi criada no centro de Pesquisas da Bell Laboratories em 1972 por Dennis Ritchie. Sua primeira utilização importante foi a reescrita do Sistema Operacional UNIX, que até então era escrito em assembly.

ritchie-japan-prize1 Linguagem C - Começando a programar!

Dennis Ritchie, criador da linguagem C, ganhando o Prêmio Japão de Informação e Comunicação por sua contribuição para o sistema operacional UNIX em 2011

Por volta de 1970, o UNIX saiu do laboratório para ser utilizado nas universidades. Isso foi suficiente para o sucesso da linguagem.

O C é uma linguagem de propósito geral, sendo adequada à programação estruturada. Normalmente é mais utilizada para o desenvolvimento de compiladores, analisadores léxicos, banco de dados, editores de texto, etc.

Suas características são: portabilidade, modularidade, compilação separada, recursos de baixo nível, geração de código eficiente, confiabilidade, regularidade, simplicidade e facilidade de uso.

Um programa em C

Para criamos um programa em C, devemos seguir uma determinada ordem. Após escrever o código fonte em um editor de textos, você precisa compilá-lo em um compilador. Esse compilador traduz o código para uma linguagem de um nível inferior e cria um executável.

Sintaxe

Uma sintaxe é um conjunto de regras detalhadas para cada codificação válida de um código escrito na linguagem C. Essas regras estão relacionadas com os tipos, as declarações, as funções e as expressões:

  • Tipos: Definem as propriedades dos dados manipulados.
  • Declarações: Expressam as partes do programa e podem dar significado a um identificador, alocar memória, definir conteúdo inicial, definir funções.
  • Funções: Especificam as ações que um programa executa.
  • Expressões: Onde acontece a determinação e alteração de valores e a chamada de funções de I/O.

As funções são as entidades operacionais básicas em um programa em C, que por sua vez são a união de uma ou mais funções executando cada qual o seu trabalho.

Existem funções básicas que já estão definidas na biblioteca C. As funções printf() e scanf(), por exemplo, permitem, respectivamente, escrever na tela e ler os dados a partir do teclado.

Todo programa em C inicia sua execução chamando a função main(), que é obrigatória sua declaração no programa principal.

Para comentar, escrevemos entre /* e */. Tudo que for escrito dentro dessas declarações não será considerado no momento de compilação.

Cada instrução termina com “;” (ponto e vírgula).

Exemplo:

Identificadores

Identificadores são os nomes que utilizamos para fazer referência a variáveis, funções, rótulos e vários outros objetos definidos pelo usuário. Algumas regras são aplicadas:

  • O primeiro caracter deve ser uma letra ou um sublinhado.
  • Os 32 primeiros caracteres de um identificador são significativos.
  • É case sensitive (as letras maiúsculas diferem das minúsculas).

Tipagem

Quando declaramos um identificador, damos a ele um tipo. Os tipos principais podem ser colocados dentro da classe do tipo de objeto de dado, que determina como valores de dados são representados, que valores pode expressar e que tipo de operações você poderá executar com estes valores.

Tipos Inteiros

char [0,128) igual a signed char ou unsigned char
signed char (-128,128) inteiro de pelo menos 8 bits
unsigned char (0,256) mesmo que signed char sem negativos
int (2-15,215) inteiro de pelo menos 16 bits; tamanho pelo menos igual a short
unsigned int [0,216) mesmo tamanho que int sem intervalos
long (2-31,231) inteiro com sinal de pelo menos 32 bits; tamanho pelo menos igual a int
unsigned long [0,232) mesmo tamanho que long sem valores negativos

Tipos flutuantes

float [3.4-38,3.4+38] pelo menos 6 dígitos de precisão decimal
double (1.7-308, 1.7+308) pelo menos 10 dígitos decimais e precisão maior que do float
long double (1.7-308, 1.7+308) pelo menos 10 dígitos decimais e precisão maior que do double

Exemplo:

Operadores

Operadores de atribuição

O operador de atribuição na linguagem C é o sinal de igual “=”. Esse operador de atribuição pode ser utilizado em expressões que também envolve outros operadores.

Operadores aritméticos

Os operadores *, /, + e – funcionam como na maioria das linguagens. O operador % indica o resto de uma divisão inteira. Também podemos usá-los da maneira abaixo:

  • i+=2 –> i=i+2
  • x*=y+1 –> x=x*(y+1)
  • d-=3 –> d=d-3;

Exemplo:

Operadores de relação e lógicos

Relação refere-se às relações que os valores podem ter um com o outro e lógico refere-se às maneiras como essas relações podem ser conectadas.

Verdadeiro é qualquer valor que não seja 0, enquanto que 0 é falso. Expressões que utilizam operadores de relação e lógicos retornarão 0 para falso e 1 para verdadeiro.

Os operadores de relação e os operadores lógicos tem a precedência menor que os operadores aritméticos. As operações de avaliação produzem um resultado 0 ou 1.

Relacionais
> maior que
>= maior ou igual
< menor
<= menor ou igual
== igual
!= não igual
Lógicos
&& e
!! ou
! não

Exemplo:

Incremento e decremento

A linguagem C fornece operadores diferentes para incrementar variáveis. O operador soma 1 ao seu operando, e o decremento subtrair 1. O aspecto não usual desta notação é que podem ser utilizados os operadores pré-fixo (++x) ou pós-fixo (x++).

  • ++x incrementa x antes de utilizar o seu valor.
  • x++ incrementa x após utilizar o seu valor.

Exemplo:

Precedência

O nível de precedência dos operadores é avaliado da esquerda para a direita. Os parênteses podem ser utilizados para alterar a ordem da avaliação.

Operadores Ordem de avaliação
++ e — alta
*, / e % média
+ e – baixa

Operador cast

Podemos forçar uma expressão a ser de um determinado tipo usando o operador cast. Sua sintaxe é assim:

Exemplo:

Operador sizeof

Retorna o tamanho em bytes da variável. Exemplo:

Linguagem C – Começando a programar!
5 (100%) 1 vote
The following two tabs change content below.
250375604b77e0f319307cd27a07b2b2?s=80&d=mm&r=g Linguagem C - Começando a programar!
Formado em Sistemas para Internet pela UNIBH. Apaixonado por linguagens de programação, música e café.